Uncategorized
#colunistas | Coluna: Educação Transforma, por: Érica Pilom Campos

#colunistas | Coluna: Educação Transforma, por: Érica Pilom Campos

Por uma educação feminista! Ponderando que a escola é um espaço de transformação social em que desenvolve nos estudantes percepções de mundo, autonomia, cidadania e pensamento crítico, a pedagogia feminista é essencial para essas realizações. Muito bem explicitado por Djacira Araújo, “a educação feminista é uma concepção de vida que valoriza o outro, combatendo os preconceitos, as desigualdades, opressões e todas as formas de violência”, portanto nada melhor que o cenário escolar implementar essa educação, concordam? Mas como enfrentar o sexismo em tempos que a escola não dialoga com essas demandas e muitas das vezes pratica uma educação excludente e sexista? No mês de março, celebramos as conquistas das mulheres ao longo da história. Essas demandas clássicas permanecem atuais somando a várias outras urgentes. Mesmo sabendo que o Brasil é um país violento para as meninas, ainda há muita resistência na educação em ampliar esse debate. Vozes conservadoras questionam negativamente iniciativas que propõe discutir questões de gênero nas escolas, alegando intervenção nos valores familiares e religiosos. Ao contrário disso, educação feminista eleva a consciência crítica e traz um debate urgente num país onde a cada dia cresce o número de violência contra a mulher. Qual o medo de educar pela liberdade, de romper com essa ordem social patriarcal que machucam corpos e mentes? Nós, mulheres desejamos viver a plenitude de nossa existência, sem violência, e que essa condição seja alcançada por todas. ” Temos que falar sobre libertar mentes tanto quanto sobre libertar a sociedade” – Angela Davis

Redação: Érica Pilom Campos / Rádio TV Regional